12 maio 2010

Conclusões

.
E quando descobrimos que tudo o que queríamos e buscamos insaciavelmente está bem ao nosso lado? Não seria o fato de dizer que encontramos a felicidade, pois que graça teria se todos encontrassem a felicidade assim, de repente? A emoção e a busca, a procura, saber que por mais que um dia não a encontremos vamos nos dar conta de que tudo o que mais queriamos ou o que mais queremos sempre esteve ao nosso lado. Amigos, familia, todos ao nosso redor com quem convivemos preenchem esse vazio frustante. Mas nunca percebemos isso. Parece que todas as outras pessoas que nos faziam sorrir ou felizes... ou 'tanto faz' parecem desimportantes, pois estamos atentos em outras coisas, como por exemplo: fazer sonhos com alguém.
Sabemos que podemos nos decepcionar um dia, mas não queremos acreditar, só que quando tudo acaba você fica a ver navios, sem direção e pensa ter acabado tudo. Mas de repente chega perto de você pessoas que nem ao menos imaginava que iriam te fazer sentir o carinho que precisa no momento.
Então você para e pensa: “o que eu estou fazendo ao pensar que estou sem direção se as placas e sinalizações que ficam a beira da estrada são essas pessoas que até ontem passavam despercebidas por minha visão única em um ser que despertou um sentimento e o jogou ao leu”.
E o pior é não ter exatamente ninguém para falar sobre isso, pois as pessoas que você deseja desabafar sobre isso não são placas e sinalizações e sim buracos no meio da estrada e te fazem derrapar mais ainda sem direção.
E sabem o que podemos fazer? Vamos aproveitar essas pessoas, ler as placas, elas nos mostrarão a direção. E confiar com um único objetivo que é de saber que elas são a nossa estrada.
E melhor ainda é saber que tudo isso é passageiro... As pessoas ainda são boas, nós é que perdemos a fé nelas.
Assim, vocês são minhas plaquinhas de sinalização.
Longe. Mas são.
E eu nem percebi isso.

Adaptado de uma conversa com a minha coração @giimanucelli
Obrigada amoree.. Você é uma das minhas plaquinhas ^^

:* pessoass

6 comentários:

Daniela disse...

Nossa *-*
Que texto fofo!
é verdade... a felicidade se encontra bem ao nosso lado e de formas simples que as vezes passamos tão despercebidos procurando algo distante de nós :s
assim, acabamos perdendo muitas plaquinhas :/
beeijos s2

Taiina* disse...

A verdade é que quando realizamos um desejo, automáticamente já partimos para outro.. O que nos dá a sensação de que não era exatamente "aquilo" que queriamos. Mas isso acontece com todo mundo. É a vida, nosso consciente, e nosso inconsciente também. Somos parcialmente, ou totalmente, dominados por ele!

Papo de psicologo! hahaha

Lindo seu blog, parabens!

Taiina* disse...

A verdade é que quando realizamos um desejo, automáticamente já partimos para outro.. O que nos dá a sensação de que não era exatamente "aquilo" que queriamos. Mas isso acontece com todo mundo. É a vida, nosso consciente, e nosso inconsciente também. Somos parcialmente, ou totalmente, dominados por ele!

Papo de psicologo! hahaha

Lindo seu blog, parabens!

Poly_andra disse...

olha esse papo de médico de doida, rapa. #zoa
eu sempre pensei muito nisso, nunca namorei não, mas temos essa perspectiva de esperar muito das pessoas, depois de sofrer muito com isso, eu não espero muita coisa, assim não tem pq se decepcionar.
espero que você supere isso e que a pessoa que vai fazer você muito feliz chegue logo :D
=**

Bah disse...

lindo seu blog como sempre, saudades de passar por aqui...
estou voltando aos poucos...

ah, faz um favor? vota em mim no blog http://www.papodemulher.net/ valeu e até mais...

Graziely Marchese disse...

A graça esta na infindavel busca!
Ora, vivemos redeados de pessoas que nós fazem felizes. Acontece que, como minha mãe diz, nunca estamos totalmente satisfeitos.
A graça está mesmo é na busca. É como diz aquela "E quando encontrar a felicidade, o que vou fazer com ela?"
É algo a se refletir.
Beijões