03 dezembro 2010

Alguns pensamentos do nada

Minhas amigas acham que eu sou meio louca, mas acreditem, eu sou mesmo. Mas não aquela louca de fazer loucuras, loucuras, mas uma louca normal que não liga para o que as pessoas irão pensar no seu modo de agir ou pensar.
No mais, pode-se dizer que eu sou normal ao meu jeito. Assim fica melhor para me definir.
O mais importante é que já fui uma pessoa que brigava com minha melhor amiga por besteirinhas, mas agora acho isso uma babaquice e infantilidade, primeiro porque se for melhor amiga mesmo não será qualquer pedrinha que vai acabar com a amizade. Na verdade, hoje penso em amizade de uma forma muito diferente e radical e é só isso que digo.
Pensando dessa maneira, sou uma pessoa de muitos colegas e poucos amigos. Verdade. Sou bem seletiva quando a isso, pessoas já me decepcionaram e tantas outras ainda irão.
Conheci três figuras na faculdade e desde então somos para o crime, estamos sempre em contato umas com a outras e bem dizer até que três de nós trabalha para o mesmo órgão. O que nos uniu? As diferenças, todas rejeitadas pela turma - é, também não vou explicar isso aqui - e com muita coisa em comum: críticas e mais críticas.
Amizade mesmo é pra toda a vida e não importa como tenha iniciado e quem julga a isso, o que basta é o que vivemos com ela, todos os momentos, especiais ou não, alegres ou não. Isso fica pra sempre. Não sei se ainda serei amiga ou colega delas até ficar velhinha, espero que sim, mas se não.. agradeço a Deus só de tê-las conhecido. :)

Não sei, mas quis compartilhar isso com vocês. É isso.

Keel

2 comentários:

Poly_andra disse...

cara é ótimo conhecer pessoas assim e ser tão unida *-*
vida longa a esse companheirismo

Binha disse...

adorei, kel *-*