10 outubro 2009

'Aquela'

.
Ela não era a mais perfeita das garotas ao seu redor, não se importava em não estar no meio das atenções, não era muito ligada em moda ou maquiagem. Ela sabia perfeitamente como era, mas não conseguia determinar isso. Quando conversava era como se pudesse trazer à tona os seus reais pensamentos. "Era como se pudesse".
Ela era 'Aquela', a qual a partir de alguns anos meditando em como seria sua vida aos vinte, se deu conta de que os vinte não passavam de dois números: o dois e o zero.
Sua vida era anormal como de qualquer outra pessoa. Não possuia estilo a não ser quando alguém a chamava de 'punk'.
Ficava, feliz, triste, ciumenta, raivosa, tudo ao mesmo tempo. A traduzir era previsível, mas quase sempre um mistério.
Um dia ela cantava, no outro era muda. Uma hora ela brincava, em outra não soltava um sorriso.
Mas ela era assim.
Era forte, mas sempre frágil. Desligada, mas sempre atenta. Gostava de saber que as pessoas ficavam felizes quando recebiam suas mensagens, mas nunca recebera uma sequer, mas ela não se importava, já tinha feito alguém sorrir. Isso bastava.
Seu mundo em sua mente era um parque de diversões. Tinha a roda-gigante e o carrinho bate-bate, mas sempre tinha que pagar a entrada
Mas ela era assim.
Ela era 'Aquela'.

*Keel*

11 comentários:

Vanessa Karoline . disse...

aaah, demais !
me identifiquei com algumas partes do texto ;)

beeeijos:*

Lia disse...

me achei parecida com a garota do texto...
muito legal, adorei!
beijos ;]

meus instantes e momentos disse...

muito bom o texto.
Um belo domingo pra vc.
Maurizio

gii manucelli disse...

Keel, confesso que me vii nesse texto, alguns trechinhos eu pude me identificar, riri :B adoro ler o que você escreve FATO'

beijos ;*

Aline disse...

Olha eu aqui!Aproveitei o feriado pra visitar meus amigos blogueiros mais queridos. ;)

Beijooos

Beatrix disse...

brigada pelo selo,vou postar essa smena..;*

E.Suruba disse...

Ela era como todo mundo
gostei
:)

DanyZinha disse...

De longe o melhor texto que vc ja escreveu!
=)

Bruna Bianconi disse...

me encontrei em algumas partes do seu texto, muio bom.

Dina Lino disse...

Me encontrei em partes do texto!
"Era forte, mas sempre frágil"
Adoro antínteses!
Beijos!
Lindo aqui!

Caá disse...

nao tem como não se identificar
todas nós fomos um pouco da aquela !